Envio de projetos

Para acessar a norma técnica da Mux Energia referente a sistemas de geração distribuída, CLIQUE AQUI!


Visando a agilidade e a melhoria no processo de análise de projetos de geração distribuída, a Mux Energia alterou o processo de envio e análise, inaugurando a nova plataforma digital, o sistema P3:


Para o Responsável Técnico, basta acessar o link: http://portal.muxenergia.com.br/p3tec, realizar o seu cadastro e assim obter acesso ao sistema, onde poderá cadastrar os equipamentos que irá utilizar em seus projetos e também realizar as Solicitações de Acesso (Orçamento de Conexão) e Solicitações de Conexão (Vistoria), além de acompanhar as etapas e prazos de cada solicitação;


Quaisquer dúvidas durante o cadastro ou depois na utilização da plataforma, acessando o link https://manuaisp3tec.useallcloud.com.br/Processos/resp_tec_tela_inicial há um manual detalhado auxiliando nas etapas e janelas.


Dúvidas, alterações de compensações e alterações de potência, podem ser encaminhadas pelo e-mail gd@muxenergia.com.br;



DOCUMENTOS MÍNIMOS NECESSÁRIOS PARA ANÁLISE DE PROJETOS DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA:

• Procuração específica pelo titular da UC, contendo nome e CPF;

• ART (Projeto e Execução);

• Memorial simplificado;

• Diagramas unifilares e multifilares;

• Planta de situação e localização com desenho de pelo menos três ruas;

• Certificação dos módulos fotovoltaicos e dos inversores;

• Fotos do padrão de entrada e medição (diferentes fotos, que aparecem o medidor, disjuntor, localização em relação à rua, ao imóvel e panorâmica do poste da rede até a conexão com o ramal de entrada).


FAQ – PERGUNTAS E RESPOSTAS

 

Pergunta: Pode ser instalado sistema de GD com quantidades de fases diferentes da quantidade de fases da unidade consumidora?
Resposta: Não. A quantidade de fases do sistema de geração, deve corresponder a quantidade de fases da entrada de energia elétrica da unidade consumidora.

Pergunta: O uso de DPS é obrigatório no padrão de entrada e medição de energia elétrica?

Resposta: Sim, deve possuir DPS para todas as fases e também para o neutro.

 

Pergunta: Pode ser feita compensação remota (utilização do excedente) em outras unidades consumidoras?

Resposta: Sim, desde que todas as unidades consumidoras sejam do mesmo titular (CPF/CNPJ).

Pergunta: Qual é a potência máxima do sistema de geração para conexão em baixa tensão?

Resposta: A potência instalada do sistema de geração deve ser inferior à potência disponibilizada à unidade consumidora (corrente nominal do disjuntor de entrada e tensão nominal fase-neutro), devendo em qualquer caso ser inferior a 75 kW.

Pergunta: É possível solicitar a conexão de um sistema de geração em uma nova unidade consumidora?

Resposta: Sim. A solicitação de análise de projeto deverá ser encaminhada junto com o pedido de ligação.

Pergunta: Após o projeto aprovado e execução finalizada, qual o procedimento a ser adotado pelo consumidor?

Resposta: Deverá ser realizada a Solicitações de Conexão (Vistoria) da unidade consumidora pelo Responsável Técnico, dentro da plataforma digital P3. 


Pergunta: A partir de que etapa posso ligar o sistema de geração distribuída?

Resposta: Somente poderá ser acionado o sistema de geração distribuída, após a substituição do medidor unidirecional por um medidor bidirecional.

76 anos renovando
sua Energia.

12

MIL
CLIENTES

1

ª
ANEL 2020
MELHOR CONCESSIONÁRIA
DO BRASIL ATÉ 400 MIL UND

6.6

MILHÕES kWh/mês
DISTRIBUIÇÃO

12

MIL
CLIENTES

1

ª
ANEL 2020
MELHOR CONCESSIONÁRIA
DO BRASIL ATÉ 400 MIL UND

6.6

MILHÕES kWh/mês
DISTRIBUIÇÃO
LINKS ÚTEIS